19 fevereiro 2008

O importante são os amigos...

Apesar de ambientado em São Paulo em 1989, Queridos Amigos - mini-série de Maria Adelaide Amaral que estreou ontem na Globo - tem como cenários casas cariocas.

Primeiro, fazendo uma pequena ponta, a surpresa foi a residência projetada por Angelo Bucci em Santa Tereza, que ganhou prêmio na 7ªBia. Na mini-série, é a casa do personagem Benny (vivido pelo ator Guilherme Weber).
Mas a estrela dos primeiros capítulos da mini-série é a fantástica casa de Edmundo Cavanelas, em Pedro do Rio, Petrópolis. Com jardins de Burle Marx e esculturas de Alfredo Ceschiatti (original) e de Rubens Gerchman (produção da mini-série) , a casa foi projetada por Oscar Niemeyer em 1954 (veja cenas com a casa no trailer). Na ficção, contudo, a casa fica na serra da Cantareira é a residência-refúgio do personagem Léo, vivido por Dan Stulbach. A trama começa pois Léo, com sintomas de esclerose múltipla, decide reunir os amigos para uma espécie de despedida.
Curioso que, para ambientar sonhos de uma geração pós-ditadura militar, usaram um ícone da geração anterior... Qual o seria o ambiente doméstico desta geração? O brutalismo? Ou o pau-a-pique?

Marcadores: , , , , ,

12 Comments:

Anonymous peri s.c. said...

No talude do jardim, que você esqueceu de citar que é do Burle Marx, com este curioso quadriculado ( well,1954 ... alguns de nós já nas fraldas, muitos ainda nem projetados ) apareceu a escultura AR do Waltércio Caldas.

3:38 PM  
Anonymous peri s.c. said...

Oops, desculpe, você citou o Burle .

3:40 PM  
Blogger Alencastro said...

É Peri, será que foi uma homenagem a seu ARmazem?

E outra: aquele Porsche não era da Bader Racing mas é legalzinho, heim?

4:55 PM  
Anonymous peri s.c. said...

Prá mim esta foi fácil, lá nos primórdios do blog, declaro que o logo foi uma , "homenagem" ao Waltércio e ao Eisner.
Será que o "AR" faz parte da casa ou foi cenografia? Quem será o proprietário atual e será que foi maquiada ou está impecável mesmo?
Porsches sempre são porsches, e se mais velhos, mais elegantes.

5:20 PM  
Blogger Lu Christianini said...

Oi
Estou escrevendo uma matéria sobre essa casa e gostaria de saber se pode me ajudar com informações sobre ela. Você sabe se existem fotos dela em algum livro de arquitetura. Com relação a escultura, a Globo me disse que foi produção da cenografia mesmo...
Obrigada
Luciana

12:52 PM  
Blogger Alencastro said...

Peri, o 'AR' é cenário. Outro detalhe: a poltrona mole ficou de acordo; agora as cadeiras Flexa, de Carlos Motta, foram desenhadas depois de 1989... Falha da cenografia!

Quanto a casa, o que eu posso dizer, está em boas mãos... e com conservação impecável.

5:21 PM  
Blogger Alencastro said...

Oi Lu. A casa foi publicada no livro do Papadaki (anos 50) e recentemente publicada no livro da Rizzoli (a foto do post é deste livro)

5:22 PM  
Anonymous peri s.c. said...

E aparece também no da Ed. Mondadori, "Oscar Niemeyer", 1ª edição italiana set/1975, com interessantes fotos P&B, de fim de obra e dois croquis niemeyerescos.
Numa das fotos, um Chevrolet 54, "último tipo".

8:10 PM  
Blogger augustopinho said...

Oi Lu... você pode encontrar croquis da casa no link da arcoweb (http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura821.asp).
espero que ajude.

12:16 AM  
Blogger Alencastro said...

Puxa vida, essa blog tá virando o 'Help' do Arcoweb...

7:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

E vc não publicou o meu post
falando que a escultura 'AR' é do Rubens Gerchman e não do Waltércio Caldas como postado pelo peri s.c.
e nem aquele que eu dei a dica de que ela estava exposta no memorial da américa latina até domingo pra quem quisesse conhecê-la. oportunidade raríssima; perdida por muitos...pena

7:25 PM  
Anonymous Anônimo said...

OI ALENCASTRO
ESSE COMENTÁRIO AÍ NÃO É ANONIMO. FUI EU QUE POSTEI. SÓ QUE ERA PRA HISTORIA DOS QUERIDOS AMIGOS. FOI PARAR POST ERRADO. MARCIO MAZZA

8:44 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home