14 outubro 2008

Topas?

Você é aluno de arquitetura? Tem "conhecimento teórico sobre o tema" ou "atuação profissional na área de arquitetura, design, moda e outros campos relacionados"? E quer conversar com o Paulo Mendes da Rocha, heim?

Seus problemas acabaram: a Escola São Paulo - uma espécie de Casa do Saber descolada - irá realizar o seu sonho e promover este tão sonhado encontro na próxima sexta-feira, dia 17. Para participar do papo de três horas - "uma conversa com a arquitetura" -, basta se inscrever pela web e pagar... 150,00 reais!

Apesar do preço, o curso "avançado" tem patrocínio. De quem? Da Abyara - uma consultoria imobiliária responsável pela 'qualidade' dos prédios de apartamentos de São Paulo.

Para quem estiver interessado, um conselho: vá com Deus - e não esqueça o terço...

Marcadores: , , ,

28 Comments:

Blogger Marco Antonio Borges Netto - Marcão - revistacrise@email.com said...

Acho que terço é pouco. Tem que ser o rosário porque eles tão afastados de Deus.

A FIAT banca o Lerner para falar uma hora de graça e outros tantos falam sem cobrar nada.

Fala sério!

3:46 PM  
Blogger Alencastro said...

É, Marcão, pode ser rosário...

4:10 PM  
Blogger Ricardo Rossin said...

Com carteirinha do IAB tem desconto??

6:10 PM  
Anonymous Maisum said...

Poxa.
E au aqui bravo com o cara da manutenção do ar-condicionado que falou que ia me cobrar 50,00 a hora... nesse calor tá valendo bem mais a pena.

7:14 PM  
Anonymous VissottoJr said...

Incoerência, este é tema da conversa.

8:07 PM  
Anonymous Alberto said...

Já comprei! Tomara que seja em italiano!

8:34 PM  
Blogger Cristiana Azevedo said...

Ai, nao topo nao, com todo respeito... mas acho meio estranho isso de pagar tanto (150 ainda é muito dinheiro né?) para uma palestra ou uma conversa... Acho que arquiteto bom nao tem que cobrar nao... tem que fazer por paixao, porque melhor que fazer arquitetura é falar dela!!!!

9:52 PM  
Anonymous koob said...

hahahhahahahaha.........
hahahahahahahahahaha.........
essa foi boa!!!
quase tão boa quanto o trio parada dura!!!!
esse site é de humor tb?

11:24 PM  
Anonymous Anônimo said...

Pelo jeito nem uma novena inteira resolverá o problema.
Do jeito que a coisa anda pelo lado da falida Abyara...

11:47 PM  
Anonymous koob said...

Em primeira mão pra você Alencastro:
Obra do Paulinho pode desaparecer em Goiânia...
"A juíza do trabalho Silene Aparecida Coelho, da 5ª Vara em Goiânia, deu início às providências para leiloar área de 400 metros quadrados do Jóquei Clube, para pagamento de dívida trabalhista. Ela determinou ao Cartório de Registro de Imóveis da 3ª Circunscrição de Goiânia, o desmembramento do imóvel, que está penhorado, dando-lhe nova matrícula. A área integra a sede do clube, no Centro. Após as providências, a juíza designará data para leilão da área.

O presidente do Jóquei Clube, Joaquim Naves, disse ontem que não vai deixar parte do imóvel ir a leilão, pois ele integra o patrimônio do clube. Segundo Naves, no momento próprio o débito será pago, evitando-se a praça.

Conforme o advogado Edir Peter Corrêa Chartier, já haviam sido esgotados outros meios para satisfação do crédito. O advogado afirma, ainda, que sem outra forma de os credores receberem, os sócios do clube correm o risco de ver seu patrimônio ser dilapidado, já que a venda de parte da área do clube para a Faculdade Padrão não melhorou a situação do clube."
Jornal O Popular (Goiânia, 15/10/08)
www.opopular.com.br

2:44 AM  
Anonymous carlos said...

Eu acho que tá certo cobrar. Arquiteto tem de parar de trabalhar de graça! Desculpa, Cristiana, mas daí a fazer um estudo de graça é um pulo.
Agora, o conteúdo da palestra é outra coisa. Nem que fosse de graça eu iria lá ouvir o nobre pritzker falar com o umbigo dele.
Gosto muito de algumas obras dele, outras eu abomino. Mas a arrogância é intolerável.

1:11 PM  
Blogger Alencastro said...

Acho que a Abyara não sabe o que é o IAB, Ricardo.

1:47 PM  
Blogger Alencastro said...

Maisum, paga logo o cara do ar condicionado antes que ele conheça os preços da Abyara...

1:48 PM  
Blogger Alencastro said...

Pô Vissotto Jr: incoerência? Logo para cima dele, um poço de ética!

1:49 PM  
Blogger Alencastro said...

Naquele italiano impecável de cantiga do bixiga, não Alberto?

1:50 PM  
Blogger Alencastro said...

Ichi Cristina, acho que ele não concorda com isso não. Uma coisa eu tenho que confessar: a arquitetura dele é melhor que o discurso...que sempre começa assim: "Nunca antes nesta América..."

1:52 PM  
Blogger Alencastro said...

Lógico, Koob: esse site é SÓ de humor!

1:53 PM  
Blogger Alencastro said...

Calma, Anônimo: a Abyara ainda não faliu.

1:54 PM  
Blogger Alencastro said...

Obrigado pela dica, Koob: rendeu um post.

1:55 PM  
Blogger Alencastro said...

Também concordo que se cobre, Carlos. Em caso estremos, quando todos desejam ouvir alguém e o patrocínio não cobrir os custos, acho que a platéia interessada pode pagar também.

Agora, parar 150 conto - e ainda com dinheiro da Abyara - para ouvir o Paulinho? Prefiro beber uma garrafa de um vinho razoável... pelo menos, não dá ressaca!

1:59 PM  
Blogger Alencastro said...

extremos, sorry.

2:00 PM  
Blogger Cristiana Azevedo said...

hahaha... nunca antes na América... o que será???
Se sempre comeca assim prefiro meus arrogantes professores porteños que nao pago nada para escutar e ainda tiro onda dizendo que escrevem para Clarín... apesar de nenhum deles ter um Pritzker, porsupuestooo... é que nunca antes na América...
Bom, quanto a arquiteto cobrar para falar, continuo achando esquisito... uma coisa é fazer de graca um plano, outra é cobrar para uns estudantes de arquitetura com futuro incerto... mas paga quem quer nao é mesmo??
Ah, Alencastro, com 150 reais voce toma pelo menos uns 3 vinhos razoáveis!!!
Cristiana

5:13 PM  
Anonymous Alberto said...

êsse mêmo, alencastro. strepitoso.

O seminário da AU com o Fuksas, o Biselli e mais alguém custou se não me enganso uns 50 reais. E tinha um belo coffebreak.

Só por ordem de comparação.

5:41 PM  
Anonymous carlos said...

mas é claro! eu que sou até menos exigente, compro logo duas garrafas!

7:32 PM  
Blogger Alencastro said...

A hora de um arquiteto, assim como de qualquer profissional, tem um preço, Cristina. Imagine, por exemplo, se o Foster não cobrar nada? Os professores também recebem salários: ninguém trabalha (só) por amor a causa. Nem as profissionais do sexo...

Agora, quanto ao vinho, você toma um bom vinho por 50 reais, sim. Mas só em Buenos Aires, Cristina! Pagamos 40% de impostos mais custos de importação, lucro do importador etc. Só para ficar com uns clássicos de sua nova pátria, o preço da palestra do paulinho é é o que custa aqui um Catena Alta ou um Caro. E comprando direto do importador...

1:42 PM  
Blogger Alencastro said...

E o Ferraz, não Alberto? Por essa conta, o Fuksas vale uns 30 e cada brasileiro, uns 10 contos. Olhando por esse viés, o Paulinho e a Abyara estão inflacionados, não?

1:44 PM  
Blogger Alencastro said...

Tenho uma idéia, Carlos: sugiro a todos que comprem uma garrafa de vinho - do preço que acharem que vale o brinde - e amanhã à noite façam "viva" em homenagem a palestra do Leôncio...

1:47 PM  
Anonymous Alberto said...

Exato, Marcelo Ferraz. E foram três palestras interessantíssimas, com suporte visual de primeira, material de apoio, etc.

2:17 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home