16 maio 2007

Cacuetes arquitetônicos (2)


As imagens, enviadas por um ilustre leitor, revelam algo, não? Além, é claro, da infelicidade da edição (a primeira de maio de 2007; a segunda, de agosto de 2003) - note: até a estrutura coincide!
Mas, saindo da esfera editorial, o negócio é o seguinte: todo arquiteto que se preze, acorda segunda-feira com uma coisa martelando na mente. Enquanto ele(a) toma café com leite e come pão com mantega, olha para a(o) companheira(o) e diz: "ah, tô com uma vontade de usar um ripado! Mas não sei aonde?"

Substituindo os brises de outrora, os ripados estão com tudo: ajudam na proteção térmica, diminuem a transparência, criam profundidades distintas ("claro-escuro"), ligam-se com a história etc.
E os profissionais que as usam estão em todas as esferas da profissão, heim? Desde a turma da Casa cor, passando pelos grupinho fashionista e até mesmo pelo coletivo da Gal. Jardim: ao contrário das canjiquinhas, ninguém (ainda) se envergonha do ripadinho! É na escolinha, é na casa da tia, é no fórum de justiça, é na capela, é na loja... dá-lhe ripado! Não importa a madeira e seja em que programa for, lá está ele, imponente e majestoso, como se fosse original!
Já me falaram até que tem gente desenhando ripado na face sul... mas é para dar privacidade ao excesso de aberturas que eles mesmos criaram, ora!

Marcadores: , , ,

25 Comments:

Blogger _intranse said...

Alencastro!!!
postar a Chan Marshall, compensou com folga a fotona da Zaha.
Congratulations...
O objeto abaixo é um parangolé, imitado pelo OMA.
abs.

ahh, este novo cacuete apontado, é quase uma denúncia!

8:31 PM  
Blogger Fernando L Lara said...

Caro Alencastro,
adorei esse post. Me lembrou o saudoso Eolo Maia fazendo piada disso la pelos idos de 2001: "arquiteto de ripinha", dizia ele.
E nao e que elas (as ripinhas) e eles (os tais arquitetos) estao sobrevivendo firme e forte por quase uma decada.
Mas nao se iluda, vem ai os "furadinhos" a la Herzog e De Meuron.... aguarde.

12:38 AM  
Anonymous Isaías said...

é o efeito Isay.

4:46 AM  
Anonymous In truso said...

Hey do Alén, quando você diz:
"Já me falaram até que tem gente desenhando ripado na face sul... mas é para dar privacidade ao excesso de aberturas que eles mesmos criaram, ora!"
Por um acaso tratas da escola em Botafogo do nosso amigo "Quase" que saiu na seção prancheta da revista projeto do corrente mês?
E por falar no "Quase", você viu o projeto que ele entregou no concurso do teatro de londrina?
Uma bela homenagem ao nosso amigo do ripado que aparece na segunda foto deste post.

10:44 AM  
Blogger Alencastro said...

É _intranse, muitos comentários.

Quanto a Cat, ninguém pode dizer que não tenho bom gosto, heim? Da para escrever um blog de arquitetura só mostrando mulher bonita. Já pensou?

Agora será que o Oiticica foi abduzido pelo star-systems?

Por fim, quanto a denúncia, você é quem tá dizendo... mas a pessoa que me enviou, certamente tinha segundas intenções.

12:26 PM  
Blogger Alencastro said...

Lara, o profeta, quer dizer então que os furinhos serão o cacuete do futuro?

12:29 PM  
Blogger Alencastro said...

Que Isay o quê, Isaías ? Ele, para variar, também entrou na onda com ela já formada... terminando... quase uma marola!

12:31 PM  
Blogger Alencastro said...

Ô In truso, você tá falando do casal 20? Não vi o projeto deles para Londrina, não. Quanto a escola, sei lá, nem vi direito; mas, olhando o corte, me parece mais um brise metálico. Agora, que é para o sul, isso é...

Mas devo confessar: escrevi de forma (quase) genérica - eu não tinha em mente SEU "quase" amigo. Que história é essa de "nosso"? Te conheço? Não tenho amigos, só leitores, ora!

12:41 PM  
Anonymous maverick said...

impagável ripeiro...
qual será a próxima moda verão 2008 na fashion cor?
sem contar os males à saúde como acumulo de poluição, poeira, pó, aranha, morcego....

4:41 PM  
Blogger Alencastro said...

E olha, Maverick, que existem arquitetos que usam o ripeiro mas dizem que "não querem saber de arquitetura da moda"! Pode?

4:51 PM  
Blogger GUGA ALAYON said...

canjiquinha de madeira na face sul é a solução. ahahah

11:44 PM  
Blogger Fernando L Lara said...

Pelo menos aqui no norte dos EUA vejo furinhos pra todo lado. Nao demora chega em Miami e ai niguem segura....

1:40 AM  
Anonymous franka said...

pô, justo agora que eu tava pensando colocar um ripado lá no template do frankamente?

12:25 PM  
Blogger Alencastro said...

Não dá a idéia, Guga! Você vai ser o responsável, heim?

12:47 PM  
Blogger Alencastro said...

Logo logo tá chegando por aqui, Lara.

12:49 PM  
Anonymous Anônimo said...

Alencastro,
A respeito da capa deste mês, a editora estava de férias! Juro!

12:50 PM  
Blogger Alencastro said...

Tudo bem, Anônimo, todos tem direito ao descanso; mas não justifica a falta de memória coletiva, não é?

4:37 PM  
Blogger Alencastro said...

Deixa para próxima, Franka...(sem comentário estava perdido na rede...)

4:45 PM  
Anonymous Anónimo said...

Alencastro, vc tem tino para insuflar a classe.
Tá valendo, mas é preciso cuidado com as conclusões.
Esta história de ficar malhando quem usou ou está usando um elemento arquitetônico não leva a muita coisa.
Vai dizer que este "fenômeno" começou hoje!!!
Bobagem, gente.
Alguém descobre um "novo" recurso, outro dá visibilidade, alguns valorizam, outros banalizam...
Isto vale para qualquer área: arquitetura, música, cinema, literatura etc.
Faz lembrar uma frase de um programa humorístico que ouvi anos atrás sobre o cafona. Diziam: "Não sei quem foi o primeiro a colocar um anão no jardim, mas o segundo foi muito brega!!!"
O ripado em si não é bom nem ruim. Não transforma os arquitetos que usaram em picaretas, nem quem nunca usou em heróis.
E aí? Acha que já fiz algum projeto com ripado e pedra canjiquinha?
Abraços.

3:16 PM  
Blogger Alencastro said...

Como "é preciso cuidado com as conclusões"? Não tô malhando ninguém, mas que são engraçados esses cacuetes, são. É só isso! Tô fazendo graça com os chamados "vícios de linguagem" de (quase) todos; nada a ver com heróis ou vilões.

Quanto a você, acho que é um moço cheio de cacuetes, sabe?

7:30 PM  
Anonymous Anónimo said...

Deixe-me explicar uma coisa. Quando escrevo, não penso somente em você, seus comentários e suas preferências. Você já falou que é vaidoso, mas não exagere!

Já vi comentários de outras pessoas que você precipitada e erroneamente respondeu como se fossem críticas a você.

O problema ou a graça do seu blog é que muita gente comenta, um pouco menos lê e uma parcela menor ainda se manifesta e escreve.
Você certamente não deve se lembrar, mas meu primeiro comentário por aqui dizia que seu blog era muito legal e merecia mais do que o simples acompanhamento da leitura.

Voltando ao raciocínio, dentre estes últimos, alguns erradamente entendem e se utilizam do seu blog para críticas mais pessoais que verdadeiramente consistentes.
De certa forma é como se fosse uma redenção.

Isso pode ser muito para elas, mas é pouco para a discussão.

Agora vamos deixar uma coisa em pratos limpos: Na boa, quer que eu leve meus cacuetes para outro blog?

8:22 PM  
Blogger Alencastro said...

Oi anónimo,

Veja bem: esse blog só existe para minha diversão (olha aí a minha vaidade!). Tá bom que alguns aproveitam e se divertem também. Parte destes, "erradamente entendem e se utilizam do seu blog para críticas mais pessoais que verdadeiramente consistentes", ok. Mas aqui não tem certo nem errado! Eles estão só de divertindo! Mas, pode ter certeza, que é tudo da boca para fora...isso tudo não tem a menor importância: não há disputas intelectuais em jogo; se alguém procura aqui reflexões profundas, está no lugar errado.

Agora, se você quiser que eu comece a censurar comentários a seu respeito, tudo bem. Afinal, o que não fazemos por um amigo, heim?

2:23 PM  
Anonymous Anónimo said...

Diferentemente do que você preconiza em "aqui não tem certo nem errado!", estes existem sim, Alencastro. Não de forma absoluta, mas especialmente sob a ótica de cada um.

Não é verdade que qualquer um de nós está sujeito a dizer besteiras, cometer injustiças ou errar na dose?

Por favor, esqueçamos que estamos dentro deste post específico para não achar que estou a defender algum ripeiro!

Quanto às críticas a mim, manda bala, sempre preferi estas à bajulação!

5:55 PM  
Blogger Alencastro said...

Oi anónimo: besteira é só o que digo; injustiça, cometo aos montes; e acertar na doce, nunca o fiz! Se existisse ética, esse blog não existia!

Mas mesmo assim, não me queira mal, caro amigo...quer dar o dedinho?

7:01 PM  
Anonymous Anónimo said...

Tá bommmmm, vamos mudar de assunto!
Abraço.

7:09 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home