06 janeiro 2009

"O moderno é uma coisa do século passado"

Mais um: estamos, enfim, entrando na era da globalização da arquitetura. Hoje na Folha, há a notícia de mais um projeto no Brasil que está sendo criado por um arquiteto estrangeiro. Trata-se do novo Istituto Italiano di Cultura em São Paulo, a ser construído na avenida Higienópolis onde era o consulado. Quem é o autor do projeto? Massimiliano Fuksas. No início, quando o consulado mudou de endereço, os italianos pensaram em fazer um concurso. Mas logo em seguida o nome de Fuksas apareceu.

Na net não está disponível a imagem da maquete, que ilustra a matéria do jornal impresso. No modelo se vê que a casa será conservada e Fuksas desenhou um novo pavilhão no 'quintal', entre a construção principal e a edícula. O que chama a atenção são duas estruturas grandes, que ultrapassam um pouco a altura da casa e se assemelham a... sei lá o que! Acho que a dois casulos. Mas vamos escutar o autor: "vou construir com lâminas de madeira submersas na água esverdeada. Vamos erguer tudo isso no mesmo terreno [de um casarão na avenida Higienópolis]. São duas esferas de madeira, que se parecem com dois animais ao mesmo tempo estranhos e domésticos. É muito, muito matérico." Entenderam?

Neste caso, como a obra não é pública, não existirá polêmicas. Pelo menos, é o que espero. Os italianos contratam quem eles quiserem - e é justo que seja um italiano, ora! Além do que, é só um pavilhãozinho - nada comparável a Cidade da Música. Tudo bem, o cara é estranho - um tanto quanto arrogante - e nem Pritzker é. Mas quebra um galho... E lhes informo: a enxurrada de estrangeiros não para por ai. Tem mais gente graúda fazendo projeto no Brasil...

Marcadores: ,

32 Comments:

Blogger Ricardo Rossin said...

Nossa, uma amiga minha aqui do escritório trouxe essa matéria ontem para eu ler. Gostei do que ele comentou sobre o "século passado".

Estava escrito que ele faz projeto pra Armani e outros tantos. Seria ele um arquiteto queridinho das colunas sociais italianas?

9:16 AM  
Anonymous Maisum said...

Alencastro.

Por mim são todos bem vindos, sem exceção.
Comenta sobre o projeto para arquitetos convidados no Rio? O do museu...
Nos entregue os nomes?
Pelo que sei são 4 gringos e 4 ou 5 daqui.
Abraços!

10:09 AM  
Blogger Alencastro said...

Será que ele é o mais fashion dos arquitetos italianos, Ricardo?

12:02 PM  
Blogger Alencastro said...

Tem muito mais coisa que Alencasto sabe, Maisum: além do Rio, tem mais São Paulo, interior de São Paulo...

12:03 PM  
Anonymous Maisum said...

Aiaiai.
Conta conta conta!
Ou é segredo?
Você tá participando heim Alenca?!

2:51 PM  
Anonymous maverick said...

o Alencastro não conta as fontes das infos simplesmente pq ele é a FONTE! Notícia pela metade nãp vale...

2:52 PM  
Blogger Alencastro said...

Silêncio, Maisum...

5:46 PM  
Blogger Alencastro said...

Vale sim, Mave. Ô se vale..

5:46 PM  
Blogger Marco Antonio Borges Netto - Marcão said...

Alencastro,

Pena que muito detetive particular saiu de circulação depois que a polícia de São Paulo prendeu integrantes de esquema ilegal de venda de escutas telefônicas.

Tive que investigar mal e porcamente. O que o ócio não faz. Aff.

Comecei investigando o CONFEA/CREA. Descobri apenas que o número de arquitetos urbanistas estrangeiros atuando no Brasil cresceu mais de 25% em 2008.

Então, revisando minha memória, algumas revistas, newslatter e tudo o mais, de estrangeiros que atuaram no Brasil, tem o escritório Botti Rubin que elaborou recentemente projetos marcantes como o dos edifícios do Cenu (Centro Empresarial Nações Unidas) e o das novas instalações do hospital Oswaldo Cruz; Philippe Starck, há mais tempo, projetou o Hotel Fasano; sem falar da Lina Bo Bardi há décadas atrás e o Triptyque no final do ano; Patrik Schumacher, sócio de Zaha Hadid, esteve no Brasil em novembro, salvo engano. Será que o contrataram? E, por fim, o Siza e o Portzamparc. Deve ter mais gente, claro, mas não quero estender.

Bom, se você é parceiro de um deles, há vagas para estágio?

Abraços.

7:31 PM  
Anonymous Alberto said...

Bienvenutto. E do lado de casa ainda, que beleza!

8:35 PM  
Anonymous Anónimo said...

com a morte de um dos maia famosos informantes, cabe a outros assumirem seu lado garganta profunda....
ótimo 2009!

10:56 AM  
Blogger Alencastro said...

Mais Marco Antônio, desde quando o Botti Rubin é estrangeiro? Tudo bem, o Marc nasceu na França, mas desde criancinha está por aqui! E a Lina então? É quase mais brasileira que Machado de Assis! Tudo bem, os franceses do Trypytique nasceram e estudaram por lá, mas estão fazendo carreira por aqui. Tal como a Lina, eles nunca fizeram uma casinha de cachorro em solo europeu.

Quando digo que tem mais gente graúda fazendo projeto por aqui, refiro-me ao star-systems...

12:27 PM  
Blogger Alencastro said...

É Alberto, é perto mesmo: você terá que andar só umas três quadras para ir de sua casa até o novo Fuksas.

12:29 PM  
Blogger Alencastro said...

Garganta profunda - caro anónimo-, lá na baixa Gal. Jardim, quer dizer outra coisa...

12:31 PM  
Anonymous Alberto said...

Três daqui da URDI. Da minha casa mesmo, é uma.

or did you really mean my home? HTF?

12:50 PM  
Blogger Alencastro said...

Achei que fosse na DVF...

1:20 PM  
Anonymous Alberto said...

!!!! E é. Nem vou perguntar como ce sabe. Mas é no quarteirão ao lado do consulado, então é uma questão de como se contam as quadras.

Caramba como ce sabe isso? Isso não tem na internet.

2:35 PM  
Anonymous Maisum said...

Puxa vida Alencastro.
Quanto suspense.
Eu que sou curioso, sofro!!!
Star system no interior do estado... fico me roendo aqui.
Não nos decepcione heim?!
Dá pra falar pelo menos o programa?
Tem bacana fazendo casa? Haras? Sede de empresa?
Ai que terror!!!

2:57 PM  
Blogger Alencastro said...

No caminho mais curto, na minha conta continuam três quadras: da São Vicente de Paula até a Angélica, uma; mais duas subindo a Angélica. Tá bom, tá bom: dá para contar duas, se você não mudar de calçada ou der a volta pelo outro lado do quarteirão. Mais uma só não é não!

Quanto a eu saber tudo, você está pensando que é fácil ser o Alencastro? Sei de cada coisa que até Deus duvida... não vou dar o número, mas o apartamento é o 125..

3:06 PM  
Blogger Alencastro said...

Nem o programa eu falo. E não é só no interior não...

3:09 PM  
Blogger Marco Antonio Borges Netto - Marcão said...

Alencastro,

Bão?

Pelo menos em um ponto temos razão: "a enxurrada de estrangeiros não para por ai".

Aliás, nunca parou. Sempre fomos inundados por arquitetos urbanistas estrangeiros, star-systems ou não.

E todos eles são, de qualquer forma, estrangeiros, pois nasceram em uma nação diferente daquela em que estão.

São tão estrangeiros e arquitetos como, por exemplo, os italianos Luis Olivieri,
Luis Signorelli (um dos fundadores da FAU/UFMG), Raffaello Berti, Américo Gianetti e Romeo di Paoli, que realizaram juntos mais de 200 projetos no Brasil a partir da década de 1930, como o veneziano Alfio Conti, como o franceses Alfred Agache e Augustin de Tugny e como o Sérgio Ferro é para os franceses, mesmo morando na França a quase 40 anos.

Enfim, esses arquitetos que você cita esconderam bem ou foram ofuscados por outros star-systems como a Madonna e o Elton John. Mas se os arquitetos do star-systems precisarem de estagiário, divulga Alencastro, por favor.

No mais, que venham mais estrangeiros. Muito salutar a vinda deles, em qualquer condição.

Bom verão para você. De preferência, com muito Sol. Eu estou escaldado. Ninguém merece chuva.

Abraços.

3:22 PM  
Anonymous Alberto said...

Creep. Very creep. Eu nem assino revista em casa. Não tem na internet. As pessoas que poderia ter te dito não disseram. Creep.

5:44 PM  
Anonymous Anónimo said...

Pqp...o Alencastro trabalha duro, sim.
Pra falar a verdade em 3 turnos:
de manhã como copeiro no Crea, de tarde como ascensorista do IAB, de noite é garçon no Balcão....

Invisível como o Michael Caine no papel de faxineiro!
Quem tem pecados a esconder que tome cuidado!

6:11 PM  
Blogger Alencastro said...

O olho que tudo vê...

Não se preocupe, Alberto: não farei nada com essa informação - ela não me serve para nada. Aliás somente para lançar algumas hipóteses:

1.Eu posso ser uma pessoa muito mais próxima do que você imagina;
2.Quem disse que quem poderia ter me dito não me disse?
3.Os truques do alencastro são inúmeros - quer saber, por exemplo, seu extrato bancário de hoje?

Tudo isso não passa de uma brincadeira. Não é?

12:19 PM  
Blogger Alencastro said...

Credo, Anónimo: copeiro do Crea e ascessorista do IAB não renderiam informação alguma! Garçon do Balcão ainda vá lá - tem o seu glamour...

12:23 PM  
Anonymous Alberto said...

Claro, só acho engraçado seu "banco de dados". Mas acho que já deduzi de onde veio essa informação. A vantagem de também saber algo a mais sobre o Alencastro ajuda nessas horas né ;)

12:47 PM  
Blogger Alencastro said...

Um bom exercício para você, Alberto, seria duvidar um pouco de suas certezas...

1:03 PM  
Anonymous Alberto said...

Não nesse caso. Positive sure. But don't worry. Também não pretendo fazer nada com essa informação.

Ah, e claro que meu endereço serve pra alguma coisa: tantos livros e revistas de cortesia poderiam bater na minha porta!

1:10 PM  
Blogger Alencastro said...

Vai esperando...

12:21 PM  
Blogger Marco Antonio Borges Netto - Marcão said...

Alencastro,

Saiu na Folha: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u491610.shtml.

Tô esquentando?

Abraços.

12:28 PM  
Blogger Alencastro said...

Matéria sem noção...

3:00 PM  
Anonymous reinaldo said...

Alencastro,

Segue um link com algumas imagens do projeto do Fuksas em SP.

Reinaldo

6:28 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home