19 novembro 2008

Chegou...

Enquanto discutimos os honorários do Herzog, a crise já chegou aos escritórios de arquitetura de São Paulo. Principalmente àqueles ligados ao mercado. Está tudo parado ou parando. As construtoras estão revendo seus planos e projetos, terrenos estão sendo devolvidos etc etc. E há boatos de uma quebradeira generalizada.

E, claro, começam as demissões. Já foi para a rua a coordenadora de empreendimentos imobiliários da Thisman. E os escritórios de arquitetura também estão demitindo. O Marcio Curi/Azevedo Antunes parece que mandou mais de 50 arquitetos embora! E, preparam-se: se as coisas não melhorarem, janeiro será o mês do cartão azul ge-ne-ra-li-za-do...

Marcadores: , ,

35 Comments:

Anonymous Anônimo said...

A situação está preta mesmo. Tem gente que diz que vai piorar, meio na contramão da opinião geral que acredita que o pior já passou! Acontece que a China está meio por fora de tudo isso e se a crise arrebentar pra valer por lá também, aí meu amigo, teremos alguns anos bem duros pela frente!
É bom a gente ver, também, de onde vinha o dinheiro para a festa imobiliária de semanas atrás! E que mercado era suprido afinal, pelas toneladas de projetos bombando dos escritórios? A demanda por habitação econômica e popular, com certeza, não foi!

1:20 PM  
Anonymous VIssottoJr said...

Alguém tem uma casinha aí que queira reformar? Uma cozinha, banheiro... prometo usar acabamento mais em conta...
Mas é tudo verdade, as coisas aqui estão reduzindo a marcha (e bem) e se tudo der certo ano que vem volto a fazer bicos sem parar.

5:40 PM  
Blogger Alencastro said...

Já passou? A crise dos escritórios de arquitetura não está nem começando...

6:21 PM  
Blogger Alencastro said...

É por ai, Vissotto.

6:23 PM  
Anonymous Alberto said...

Essa noticia, aliás, esse fato do Márcio Curi já tem algum tempo - e conheço gente que saiu na leva dos 50. Começou numa cascata que envolveu a compra de uma construtora, etc, cê deve saber.

A crise pelo visto vai castigar primeiro que é ancorado em habitação. Quando chegar aos outros setores, a crise pode ter melhorado. Se não tiver, ai sim, vai ser feio.

8:16 PM  
Blogger isa said...

a crise tá feia..mas poderia ser pior não?! melhor dar essa freada agora...estavamos caminhando para repetir o que acontece nos EUA...o número de imóveis disponiveis no brasil cresceu muito, e os preços de tão alto não representam o valor real das coisas...melhor cair na real agora antes do pior...

8:53 PM  
Anonymous Anônimo said...

Crises no Brasil sempre teve! Tava na cara que a festa não ia durar muito! Os arquitetos por aqui estão acostumados a viver numa permanente crise! Não há nada de novo nisso! Vamos discutir algo mais interessante e novo como a contratação de Herzog e De Meuron e o início da invasão estrangeira por aqui!

1:21 AM  
Anonymous maverick said...

É Alen, o negócio tá feio mesmo.
Mas é sempre assim, qdo a maré tá muito boa para o nosso lado a gente até fica meio ressabiado imaginando em q momento o negócio vai descambar...
Eu to segura no meu trampo fixo, em compensação as minhas fotos....estão paradas por tempo indeterminado...tá todo mundo sem $$$ para inverstir...

11:51 AM  
Blogger Ricardo Rossin said...

Pois é, dessas notícias tava sabendo...Sou vizinho do MArcio Cury, pois trabalho aqui na rua helena...complicado...se a situação apertar o bicho vai pegar...

2:01 PM  
Anonymous Mayra Santos said...

Alencastro, pensei que não ia comentar. Estou presenciando isto de perto e acredito que os problemas nem estão començando e muito menos estão no fim. A demissão de arquitetos e engenheiros por parte das construtoras já vem de um mês atrás (de 50 a 150 de uma vez).
E a falta de projetos deve perdurar até o início de março - isso numa previsão otimista (se o dinheiro que o governo injetou ajudar; se não houver muitos calotes por parte da clientela; e se as bolsas se estabilizarem).
E também haverá perigo quando isso tudo passar, pois se a um mês atrás já me pediam para rever os preços, quando o problema se estabilizar os valores provavelmente continuaram baixos.
Quem começou a depender deste mercado (construtoras e incorporadoras) está com sérios problemas.

2:28 PM  
Anonymous Annima said...

Vc imagina o que acontecerá com os anúncios nas revistas de arquitetura? Algum plano b, Alencs?

3:46 PM  
Anonymous Anônimo said...

empresas de SP que vieram para vender apartamentos-commodities aqui no sul já estão voltando pra casa de mãos abanando... abyara já devolveu terreno e também já desistiu de empreendimento que teve "até" show grátis da Rita Lee para fazer o lançamento... a inpar já paralizou projetos e deixou de pagar os projetistas....

pelo sul as coisas andam assim... aqueles que ganham na quantidade estão tirando o time de campo, os que ganham na qualidade ainda tem o seu espaço (por enquanto)

4:04 PM  
Blogger Alencastro said...

A coisa vai ser feia, Alberto: os escritórios que mais contratados tinham eram justamente os que trabalham com apartamentos.

11:28 AM  
Blogger Alencastro said...

Nada, Isa. Não iríamos por esse caminho de crédito podre, do consumidor final. Nosso problema é outro, nas construtoras: elas lançaram ações na bolsa e PRECISAM crescer a todo custo. E quando isso ocorre artificialmente, ai a coisa vai para o saco. Problema de quem investiu em ação destas construtoras, em fundos imobiliários ou comprou seus lançamentos.

12:32 PM  
Blogger Alencastro said...

Há um fato novo sim, Anônimo! É o desemprego! Os motores estavam aquecendo! Os salários aumentando! E a freada foi brusca!

12:33 PM  
Blogger Alencastro said...

Segure seu emprego, Mave.

12:34 PM  
Blogger Alencastro said...

Voltou de Barcelona, Ricardo?

12:35 PM  
Blogger Alencastro said...

É isso, Mayra.

12:35 PM  
Blogger Alencastro said...

Não faço idéia, Annima. Uma coisa eu sei: os blog de arquitetura não serão afetados pela crise...

12:36 PM  
Blogger Alencastro said...

E ainda dizem que show da Rita Lee, nem de graça...

12:37 PM  
Anonymous Anônimo said...

Klabin Segall - colocou 80 na rua
Gafisa - esta fazendo limpa na moita
Agra x Cyrella - foi a saida da Cyrella para mandar gente pra rua

12:51 PM  
Blogger GUGA ALAYON said...

Fui inteligente desta vez. Mandei todo mundo embora há 10 anos atrás. A crise não me pegou, nem me pegará.

3:27 PM  
Blogger Alencastro said...

Sábio Guga.

4:16 PM  
Anonymous Mauro Munhoz said...

E eu que nunca paguei meus funcionários e vão embora há cada 3 meses... não tenho o que temer.

5:55 PM  
Blogger Ricardo Rossin said...

Sim sim Alenca, voltei de Barcelona em agosto, mais precisente dia 13, e pouco depois jà estava trabalhando. Ainda peguei resquícios do BOOM do mercado...veremos no próximo ano!!
Estou trabalhando no Rochaverà, da Tishman...vc deve conhecer!

10:27 PM  
Blogger Alencastro said...

É Mauro - há males que vem para bem.

11:43 AM  
Blogger Alencastro said...

Não sabia que estavas de volta. Trabalha no núcleo principal ou em um satélite?

11:44 AM  
Blogger Ricardo Rossin said...

Não, estou no satélite...rs...Conheces por aqui?

1:11 PM  
Anonymous edm said...

putz, estou voltando pra SP no começo do ano e encontrarei estes escombros?!
Alencastro, "que tudo sabe", devo pedir emprego a alguém ganhando metade do que este mercado prometia ou oferecer trabalho remunerando o dobro do que o Mauro disse pagar?
edm.

1:16 PM  
Blogger Alencastro said...

E o que eu não conheço?

5:19 PM  
Blogger Alencastro said...

O dobro de zero é zero, caro edm... E a metade também!

5:21 PM  
Anonymous Annima said...

Pra onde foi o dinheiro, afinal?

Sábio o Papa quando diz que o dinheiro é uma mentira...

10:17 AM  
Blogger Alencastro said...

Annima, o dinheiro foi a primeira coisa virtual inventada pelo homem, ora. Não sabia disso? Nunca colocou os pés em Harvard? Nem no MIT? Tá bom: quiçá na PUC do Rio ou na Unicamp...

4:06 PM  
Anonymous Annima said...

E o lastro?

4:38 PM  
Blogger Alencastro said...

Tão virtual quanto o Alencastro...

4:58 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home