18 agosto 2008

Dona Lina

Finalmente. Agora já está marcado: é nesta quarta-feira, às 20h, o lançamento de uma nova edição do livrão de Lina Bo Bardi. Esgotado há muito tempo, a publicação é indispensável para todos arquitetos e amantes das artes em geral. Nos sebos, estava uma fortuna. Agora, a edição é da Imprensa Oficial. A única diferença é o papel, com gramatura um pouco mais encorpada.

Por incrível que pareça, houve uma resistência dentro do Intituto Lina Bo e Pietro Maria Bardi para a realização da nova edição. E vocês sabem quem era o maior opositor, por achar o livro "uma colagem sem muita importância..."? O finado Joaquim...

Marcadores: , , ,

24 Comments:

Anonymous Anônimo said...

o que realmente está por trás desta censura?

4:01 PM  
Blogger Alencastro said...

Não sei.

7:47 PM  
Anonymous koob said...

quanto será essa nova edição?

2:06 AM  
Anonymous Alberto said...

O livro é legal. Mas sobrevive-se sem.

6:11 PM  
Blogger Alencastro said...

Não seja ranzinza, Alberto Guedes: a nova edição justifica-se para as novas gerações!

5:02 PM  
Anonymous koob said...

Diz a lenda , que o vão do MASP , foi uma "dica" do engenheiro estrutural , devido o túnel da 9 de Julho que passa por debaixo do museu.
E não um desenho inovador e genial , como se especula...
Vai saber!!!

2:06 AM  
Blogger Alencastro said...

O espaço não poderia ser ocupado, por lei, Koob. Además, se o engenheiro sugeriu ou não, pouco importa: o que vale é o desenho, que por sinal, ela já tinha criado algo parecido para o museu à beira- mar. E isso é dela, não do engenheiro...

1:12 PM  
Anonymous Annima said...

O mérito é da Lina.

1:39 PM  
Blogger Alencastro said...

Apoiada, Annima!

2:03 PM  
Anonymous Alberto said...

Justifica-se de fato. Mas é um daqueles livros que quando você larga, não consegue mais pegar. (copyright by millor)

9:05 PM  
Blogger Alencastro said...

Não é verdade: é um livro rico, cheio de novidades. A Lina foi esperta, não se expôs tanto. Eu sempre o revejo, tal como o do Lucio. Se roubarem o meu, compro outro.

Agora pergunte-me quantas vezes abri novamente o livro do Paulinho? Com aqueles textos brilhantes? Ou então o livro-mamute-sonolento do Sergio Ferro? E o do Tozzi? Do Ruy? E os do Nini?

5:41 PM  
Anonymous Alberto said...

Ah, esse é o Alecanstro que eu conheço. Ok, I agree. E outra, Sergio Ferro?! Bom, todo mundo fez faculdade em algum momento...

8:57 PM  
Blogger Alencastro said...

Sim, mais alguns deixam a infância para trás mais rápido do que outros...

1:04 PM  
Anonymous Alberto said...

O Sergio Ferro como arquiteto é um bom terrorista. Como não existem bons terroristas (ao contrário do que defende o PT), Sergio Ferro é o que é: matéria ruim de mestrados piores ainda. Se fosse o único tava bom.

12:05 PM  
Blogger Alencastro said...

O atual governo fez um grande favor ao processo democrático: depois do mensalão, a esquerda se resume a uma história sem glórias; no caso específico da arquitetura, ela conduziu o pensamento esquerdista a um beco sem saída.

De um lado, no poder, os herdeiros do Sergio Ferro nada fizeram por absoluta falta de 'saber'; do outro lado, nas trincheiras, os herdeiros do Artigas não creem no capitalismo mas aceitam serem premiados por ele como 'artistas'. Neste contexto, dinâmica de 1968 ainda não foi superada.

1:37 PM  
Anonymous Annima said...

Texto impecável de Alencastro!

2:27 PM  
Blogger Alencastro said...

Pô Annima, você não é minha Anniga? Críticas me rendem mais ibope, ora!

ps: adorei a história da girafa...

2:33 PM  
Anonymous Annima said...

Legal, mandarei mais anedotas, entonces!

3:21 PM  
Anonymous Alberto said...

É isso, se esse cenário de RETARDO intelectual vale para a produção universitária como um todo, não seria bem no campo da arquitetura -caroneira clássica dos outros campos - a despontar uma visão mais clara e atualizada das coisas.

E assim seguimos assitindo a aborrecida disputa de quem é mais anacrônico, quem tem menos razão, enquanto a produção crítica de verdade fica a cargo de...

...quem mesmo?

12:03 AM  
Blogger luciano l. basso said...

boa notícia, deviam reeditar o do lucio também, mas o melhor do post foi a "conversa" tua com o Alberto nos comentários...

9:08 AM  
Blogger Alencastro said...

Sei não, Alberto. Creio que a produção crítica no Brasil não existe; e, se caso existir, é um ser anencéfalo...

1:02 PM  
Blogger Alencastro said...

Aqui é sempre assim, Luciano: os posts são ruins, mas a 'conversa'... é pior ainda!

1:04 PM  
Anonymous Anônimo said...

tio alencastro, onde você dá aula?

10:48 PM  
Blogger Alencastro said...

Caro sobrinho, na blogolândia.

5:47 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home