19 setembro 2007

Sem emoção

Daqui a pouco teremos uma palestra de Ricardo Legorreta na Faap, em São Paulo. Ontem ele esteve no Rio, lançando um livro na Bienal. Niemeyer, que também está ganhando um livro da mesma editora, não foi. Mandou uma carta, lida pelo neto Caique.

O livro não é usual: parece dois livros paralelos com uma sobrecapa que protege tudo. O texto, feito através de diversas entrevistas com o autor, é didático. Sua presença no Brasil despertou grande repercussão midiática, com direito, entre outras coisas, a quatro páginas na Veja (em matéria escrita por Thomaz Souto Corrêa, vice-presidente do conselho editorial da Abril) e matéria no Jornal da Globo de ontem. Na Veja, ele disse: "Arquitetura sem emoção não é arquitetura".


Mas a verdade é que, depois de tantos anos e de Barragán, sua arquitetura - samba de uma nota só - não emociona mais. Principalmente, quando ganha escala. Nas casas, ainda funciona. Mas nas obras de porte, na busca por formas puras, mais parece um Pei de barro colorido...

Marcadores: , , , ,

13 Comments:

Blogger Fernando L Lara said...

Tai Alencastro, desta vez concordo em numero, genero e grau. Nao entendi porque tanta exposicao da midia. Outros como Charles Correa, Herman Hertzberger que pra mim sao muito maiores que Legorreta estiveram no Brasil a pouco tempo e ninguem percebeu.

12:35 AM  
Anonymous Alberto said...

Aí hein. Tá vendo? Não mata ninguém expressar uma opinião. Concordo com a questão da escala, ela é crucial nesse caso, porque as cores, textura e sombras são elementos que encontram uma reverberação muito mais clara no ambiente doméstico. Saindo dali, a amgia se perde. Mas eu o contrataria para fazer uma casa, se não fosse arquiteto.

Agora apronte suas críticas para o território nacional, vamos ver o que sai... ;)

10:35 AM  
Blogger Alencastro said...

Méritos da chamada assessoria de imprensa...

12:39 PM  
Blogger Alencastro said...

Concordo: deve ser uma delícia morar numa casa dele (muito melhor do que numa do Paulinho ou do Oscar, credo...)

Quanto a minha rara opinião, caro Alberto, é que ela vale muito, sabe? Mas também não exagere pois já falei de obras de Niemeyer (Brasília, Goiânia, Detran), do Paulinho (MNBA, Santo André), do Ruim Ohtake (Paulista, Morumbi), do Isay (livraria) etc. etc. E no final das contas, esse não é o mote desse blog - e dá uma pregiça de criar teorías, né?

1:19 PM  
Anonymous Alberto said...

Você é um total e completo chapa branca no que diz respeito a Niemeyer. De resto, ok.

1:32 PM  
Anonymous Anônimo said...

desculpe postar como "anônimo", mas infelizmente não posso me identificar. a última vez que mostrei a cara quase me mataram. Só queria dizer que adoro o seu blog. entro quase todos os dias e fico feliz de encontrar gente que pensa como eu. Por exemplo, pensei q só eu chamava o sr. Ohtake de Ruim Ohtake! hahaha
Mas acho também que cabe aos arquitetos "mudarem" a mídia. Além do mérito da assessoria de imprensa (existe mesmo), há também um lance de não falar mal dos deuses. Criticar o Niemeyer? Dizer que o Paulinho errou?!? Afirmar que o Artigas e que o brutalismo paulista estão ultrapassados? nunca! você pode ser decaptado na frente da mesquita se fizer isso!
abraços

1:36 PM  
Blogger Alencastro said...

Chapa branca? E o que escrevi sobre o Detran? Só para te lembrar: "a sutileza do desenho original dá lugar ao peso dos 100 anos nas costas. A capacidade dele estragar um prédio com interesse que ele mesmo fez está ficando cada dia maior. Imaginem como será que ele irá fechar os caixilhos?

Algum amigo terá coragem de dizer que assim ele irá acabar com o prédio ou a proposta terá que ser (novamente) barrado pelo pessoal do tombo?"

E depois: "Tirem as crianças da sala! A imagem que o Blog do Alencastro apresentou acima é fortíssima! A transformação do Detran em museu, criada por Niemeyer, saiu agora no Estadão, com várias imagens. E o resultado, é muito pior do que eu podia imaginar..."

1:38 PM  
Blogger Alencastro said...

E você esqueceu nosso debate sobre o Kogan? Não dei minha opinião? Ora essa...

1:41 PM  
Blogger Alencastro said...

Oi anônimo, seja bem-vindo. E os outros apelidos, você também usa? Tem os MMbebês (já ouvi também MMBBestas...), tem os ÚNicos, tem a LinaBobagem, tem o Pau-lindo, tem o "I say" etc... Dava para fazer um post, né?


Desculpe a curiosidade, mas quase te 'mataram'? Deveria achar que você é o Alvaro, mas ou você disse, só para despistar, que "o Paulinho errou" e que "o Artigas e o brutalismo paulista estão ultrapassados" ou então segui a pista errada!

1:56 PM  
Anonymous Anónimo said...

Alencastro, esta do Alberto eu também não entendi. Dizer que vc não critica o Niemeyer!!!???

Agora sua comparação com um Pei de barro foi ótima!

A questão da escala é crucial mesmo, mas discordo um pouco do Alberto (te provoco só pra variar, Alberto!).
O buraco é mais embaixo.

Não é só uma questão de incompatibilidade de uso de cores ou texturas ou sombras na grande escala, pois se isto nunca desse certo teríamos que dizer que vários projetos do Corbusier ou do Kahn são ruins. Eu pessoalmente discordaria.

Para acrescentar outro que como o Legorreta julgo não ter lá esta mão boa para a grande escala é o Botta. Com raríssimas excessões, tudo que fez de maiorzinho ficou pesado.

Alencastro, este anônimo aí de cima jamais seria o Alvaro!!!
Aliás, parece que este Alencastro que escreveu isto não é o Alencastro também! Aposto!

Abraços.

12:18 AM  
Anonymous koob said...

Olha Alencastro , faz tempo que entro no seu blog , sempre falando dos mackenzistas , e do Isay , mas agora foi demais.
Falar que a arquitetura do Legorreta e sem emocao....ja passou dos limites. Um dos maiores icones da arquitetura mexicana , com obras fantasticas , dentre elas a cidade universitaria em Doha no Qatar.........
afinal o que e uma arquitetura emocionante pra o senhor???
decepcao com o cometario...
Legorreta esta de parabens , brilhante palestra , trabalho e personalidade!!!

4:20 AM  
Blogger Alencastro said...

Puxa, Anónimo: não está me reconhecendo?

1:26 PM  
Blogger Alencastro said...

Caro Koob: as obras que visitei do cabrón - catedral de Managua, praça em LA downtown, Centro comunitário da UCSF em São Francisco, conjunto Juarez Cidade do México etc... - não me emocionaram. É isso.

1:42 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home